Marcadores

segunda-feira, 13 de setembro de 2010

Sonho Constante ( por Aline)

Meu sonho! Meu sonho,
Que teima em luzir,
No brilho persiste.
E ao tempo resiste,
É flor da distância,
Que nunca fenece.

A estrela do sonho
É flor dos espaços,
Que ao tempo resiste
Cintila, refulge,
No brilho persiste
E nunca fenece.



2 comentários:

  1. o brilho do sonho nunca fenece. eis uma verdade. o sonho só acaba quando se inicia o fim. mas eis que persiste a indagação: quando é o fim?

    ResponderExcluir
  2. o fim é a eternidade!

    ResponderExcluir